+

Maria Claudia Colla Ruvolo Takasusuki

 

Doutora em Genética e Evolução - Universidade Federal de São Carlos - SP

Lattes

mccrtakasusuki@uem.br

 

São desenvolvidos projetos de pesquisa com insetos sociais, abelhas (Hymenoptera) e térmitas (Isoptera).

As abelhas possuem papel extremamente importante na polinização de várias espécies de plantas, inclusive as cultivadas. Além da sua importância na polinização, o manejo adequado desses insetos pode contribuir com o aumento na produção de produtos apícolas. As abelhas podem ser empregadas, ainda, como bioindicadores da presença de resíduos de pesticidas em culturas.

Dessa maneira, nossos estudos pretendem contribuir com:

  • o estudo da biologia floral e polinização por abelhas em plantas cultivadas;
  • a interação desses insetos com as plantas;
  • melhoria na produção apícola;
  • utilização das abelhas como biondicadores de resíduos de pesticidas nas culturas.

A maioria dos térmitas ocorre nas regiões tropicais e subtropicais e é amplamente difundida no solo úmido das florestas, savanas e até regiões áridas. Sua biomassa se aproxima a 10g/monde são encontrados. A origem dessa extraordinária abundância está relacionada com a sua organização social e simbiose com microrganismos Os cupins apresentam estrutura de castas tão complexa quanto à das formigas, porém, nos térmitas os dois sexos estão presentes igualmente nas diferentes castas pelo fato desses insetos apresentarem diploidia. Além da sua importância genética, os térmitas apresentam um papel importante no ecossistema de florestas por estarem muito ligados com os ciclos biogeoquímicos, participando da ciclagem de carbono e nitrogênio. Além disso os cupins causam danos para o homem, sendo considerados importantes pragas que afetam construções e comércios relacionados com a utilização de madeira.

Devido à importância genética e ecológica dos térmitas, desenvolvemos estudos enfocando a variabilidade genética e a estrutura de populações desses insetos.

 

Linhas de Pesquisa:

1. Diversidade genética de insetos.

2. Genética animal.

3. Ecologia de animais domésticos e etologia.

4. Comportamento animal.

5. Manejo de animais.

6. Ecologia Aplicada.

 
 
 
 
 
 
 

Disciplinas Ministradas:

Ensino de Graduação

1. Biologia Celular, Genética e Evolução (conteúdos de Genética e Evolução) - Odontologia

2. Recapitulação e Aprofundamentos em Genética - Odontologia

 

Ensino de pós-graduação

Mestrado e doutorado (Pós-Graduação em Zootecnia)

1. Uso de Marcadores Moleculares na Zootecnia – 60 horas

2. Genética de insetos (Profa. Dra. Ana Sílvia Lapenta, Prof Dr José Ricardo P. Falco) – 30 horas

3. Melhoramento da produção Apícola e Qualidade Ambienta (Prof Dr Vagner A. A. Toledo) – 30 horas

 

Especialização Em Genética Aplicada Ao Ensino – Turma II

Genética mendeliana e mapas genéticos – 36 horas

 

Alunos

Andreya de Oliveira Batista (iniciação científica)

Denise Alves Lopes (iniciação científica)

Luiz Henrique de Oliveira Viana (iniciação científica)

Tatiane Vicente Baitala (mestrado)